Aspectos Metodologicos da CPA


A metodologia de Trabalho da CPA da Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (UNEF) se baseia na organização de encontros com os segmentos representativos objetivando divulgar as linhas de ação da CPA, apresentando os resultados das avaliações internas e externas, destacando as 10 dimensões estabelecidas pelo SINAES.

Apresenta-se aos segmentos institucionais, a estrutura organizacional da Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (UNEF) e o Plano Pedagógico Institucional, divulgando as proposições e solicitando observações e sugestões. Nas reuniões são tratadas novas estratégias para o processo de divulgação, interação e participação no Programa de Avaliação Institucional da Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (UNEF). Além disso, discute-se os relatórios de Avaliação do MEC, observando os pontos fortes e, especialmente os pontos fracos avaliados. Com base nesses resultados, propõe a implementação de Políticas Institucionais, como também a implementação de retornos aos encaminhamentos da Ouvidoria.

As reuniões são divididas em quatro encontros por semestre, todas seguem a mesma metodologia dos anos anteriores, sendo o primeiro semestre letivo direcionados ao levantamento de dados/informações, das solicitações realizadas pelo corpo estudantil, as solicitações enviadas pelos docentes e funcionários da IES. E no segundo semestre do ano, para a confirmação das informações e apresentações de melhorias. Todos os instrumentos de avaliação (questionários, ouvidoria, reuniões), são devidamente avaliados, após estratificação dos dados, apresentados a comunidade avaliadora e a diretoria da IES. Todos os processos são analisados nas modalidades qualitativas e quantitativas.  Os pontos sinalizados pela comissão como críticos e urgentes são devidamente registrados e encaminhados para a Direção da IES.

O questionário da CPA na Unidade de Ensino Superior de Feira de Santana (UNEF) considera cinco níveis avaliativos: Inexistente, Insuficiente, Bom, Ótimo e Excelente.

A cada ano, a CPA vem ganhando força na IES, uma vez que seu instrumento avaliativo vai desde a estrutura física até as questões pedagógicas e, após coletado os dados, a Comissão tem a preocupação de encaminhar aos setores acadêmico-administrativos as necessidades de maior urgência.